Star Trek

O Star Trek já não é o que era. Cresceu em popularidade e contribuiu para a aceitação e assimilação da cultura nerd pelo mainstream, ao ponto dos filmes mais recentes estarem a anos-luz do ideal de Gene Rodenberry, o seu criador. O que, convenhamos, é bom e mau ao mesmo tempo. Bom porque os filmes mais recentes são entretenimento de acção de elevado calibre. Mau porque, num mundo tão acelerado e cínico como aquele em que vivemos hoje em dia, é rara a ficção-científica cerebral. Aquela que olha em frente para questionar o presente e que ainda acredita na natureza benigna do homem e no potencial do seu progresso científico sonhando genuinamente com um futuro melhor, longo e próspero.

Os episódios do podcast

Os artigos