All in Retrospectiva

Vampiros à moda dos anos 80

E se certos filmes nunca tivessem continuação? Algumas sequelas enriquecem o original e transformam um filme isolado no primeiro capítulo de uma saga popular. Outros, não só matam qualquer hipótese de uma franchise de sucesso como, inclusivamente, diminuem os originais. Mas será que merecem a fama que ganham? Neste artigo recordo A Noite do Espanto – Parte 2 realizado por Tommy Lee Wallace.

A primeira tentação de Scorcese

Todos os grandes autores contam na sua filmografia com filmes de menor sucesso, seja de público, reconhecimento crítico, ou ambos. São filmes menos conhecidos e pouco celebrados, mas que por vezes vale a pena (re)descobrir. Pretendo dar aqui a conhecer algumas destas obras. Neste artigo olhamos sobre A Última Tentação de Cristo, de Martin Scorcese.

A impetuosidade da terceira idade

E se certos filmes nunca tivessem continuação? Algumas sequelas enriquecem o original, outros diminuem-nos. Mas será que merecem a fama que ganham? Neste artigo abordo A Cor do Dinheiro, um filme pouco lembrado de Martin Scorcese que recupera a personagem de A Vida É Um Jogo, “Fast” Eddie Felson, interpretado por Paul Newman.

Evil Dead II: o nascimento de um herói

E se certos filmes nunca tivessem continuação? Algumas sequelas enriquecem o original, outros diminuem-nos. Mas será que merecem a fama que ganham? Neste artigo analiso A Morte Chega de Madrugada, a continuação do filme de terror de culto que lançou a carreira de Sam Raimi: The Evil Dead, e que em Portugal ficou conhecido como A Noite dos Mortos-Vivos.

Um massacre a mais

E se certos filmes nunca tivessem continuação? Algumas sequelas enriquecem o original, outros diminuem-nos. Mas será que merecem a fama que ganham? Neste artigo analiso a sequela do filme de terror que traumatizou audiências na década de setenta, Massacre no Texas.

História de um vigilante

Todos os grandes autores contam na sua filmografia com filmes de menor sucesso, seja de público, reconhecimento crítico, ou ambos. São filmes menos conhecidos e pouco celebrados mas que, por vezes, vale a pena (re)descobrir. Por exemplo, já viram O Vigilante de Francis Ford Coppola?