Star Wars: Special Edition

No mês em que estreia o sétimo capítulo da saga Star Wars vou deixar aqui uma retrospectiva sobre a minha relação de 32 anos com esta saga. Hoje escrevo sobre as edições especiais de 1997 que abriram caminho para as prequelas e para uma série de polémicas junto dos fãs da série. Este é um texto editado e revisto do original escrito a 13/12/2015 para o episódio 9 do podcast Segundo Take.

Quando estrearam em 1997 as edições especiais do Star Wars fiquei radiante: esta era a oportunidade de ouro para ver os filmes no cinema. E ainda para mais com cenas revistas e aumentadas. Só podia ser uma boa ideia! Afinal de contas, por esta altura, apesar de fenómeno cultural, não tínhamos Star Wars em cada esquina, nem sequer havia a promessa de mais filmes no horizonte, pelo menos que fosse do conhecimento geral.

Assim, vi A Guerra das Estrelas no balcão do desaparecido Condes e os restantes nas salas secundárias do Monumental. Mais um cliente satisfeito, ainda para mais quando, na Valentim de Carvalho do Rossio, encontro a edição prateada destas versões dos filmes em VHS. A edição prateada significava que teria finalmente o Star Wars em formato panorâmico e em toda a sua glória.

Na altura achei as alterações irrelevantes e gostei do lifting cosmético digital. Foi só com o tempo, com a insistência de George Lucas em remexer e alterar e com a sua vontade em suprimir os filmes na sua forma original, que comecei a ficar desconfortável com as edições especiais. Especialmente porque as minhas cópias em VHS se deterioraram com o tempo. Consegui mais tarde, na Edição Limitada em DVD as versões originais dos filmes, não remasterizadas por teimosia do seu autor. Ainda assim, e porque não é picuinhas quem quer, ainda persigo uma cópia em formato widescreen da versão d’A Guerra das Estrelas da reposição de 81 com o Episódio IV e o subtítulo, porque a minha, sendo a original de 77, não tem.

Mas não vos aborreço mais com os meus traumas pessoais. Vou apenas comentar resumidamente as alterações mais significativas. Toda a sequência da chegada a Mos Eisley foi palco para a experimentação digital que, agora sabemos, George Lucas levou a cabo com as prequelas em vista. Gags gratuitos e animais de grande porte à frente (e atras) da acção principal, distraem e deixam saudades do minimalismo original. É aqui também que ocorrem duas das mais polémicas alterações: o disparo inexistente de Greedo, antes de ser atingido por Han Solo e a famosa conversa entre este e Jabba The Hutt. Na primeira entende-se que Lucas queria limar um pouco as arestas da personagem mas minimiza o seu arco na trilogia, de pirata mercenário a membro da resistência e fiel amigo. A segunda é uma curiosidade que, incluída no filme, torna-se redundante porque é revelada exatamente a mesma informação que na mencionada cena com Greedo anteriormente.

 
 

O Império Contra-Ataca é o filme que menos sofre com a edição especial, com destaque para a criatura wampa digital a complementar a sequência inicial, e o lifting à cidade das nuvens a não interferirem sobremaneira na apreciação do filme. O mesmo não se poderá dizer mais tarde, nas edições em DVD após as prequelas, quando a transmissão entre Darth Vader e o imperador vê o actor que interpreta este último a ser substituído e o diálogo a ser alterado para forçar a continuidade entre trilogias.

N’O Regresso de Jedi temos a inexplicável alteração do número musical no palácio do Jabba. Irrelevante e injustificado, bem como a sequência final da celebração da vitória dos Ewoks. Mais tarde, em DVD, também esta cena seria alterada por questões de continuidade, acrescentando-se às celebrações locais que visitamos nas prequelas, bem como alterando o actor que interpreta Anakin Skywalker em espírito por Hayden Christensen em mais uma alteração polémica e completamente incompreensível para quem não vir as prequelas. 

É notório que, actualmente, não sou fã das versões remexidas. Não comento sequer alterações nas versões em Blu-Ray pois, para mim, não existem. Tanto quanto sei, Darth Vader decide sacrificar o imperador num momento de introspecção silenciosa.

Como curiosidade podem ver a gravação original da cena entre Han Solo e o actor mais tarde substituído pelo Jabba aqui.

Artigos relacionados: Star Wars: O Regresso de JediStar Wars: A Guerra das Estrelas, Star Wars: O Império Contra-Ataca